Mundo encantado das poesias
Somos como um grão de areia espalhado pelo o mundo, separados apenas pelo os nossos ideais
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
ContatoContato
LinksLinks
Textos

Pó da morte
Sem sonhos
Cheiram o pó
do seus consumo

Sem rumo
Imploram pela,
o pó na boca do fumo

Sem esperança
Arriscam se a vida
Que os arrebatam
Para os seus deleitos de morte

vivem alucinados
Sem ver uma saída
Esquecem da vida
Cheirando o pó da morte








Hilton Rubens
Enviado por Hilton Rubens em 25/09/2018
Alterado em 25/09/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários