Mundo encantado das poesias
Somos como um grão de areia espalhado pelo o mundo, separados apenas pelo os nossos ideais
Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Contato Links
Textos


Amo te mesmo, amor, na sabedoria, no verdejantes  caminho do amor.

Sem rumores de sombra, na vida, nos momentos de desafios e na resiliência da cumplicidade que se cultiva uma flor.

E nas relvas dos Campos, olhando a noite de luar perfumando à sombra das roseiras, ou sob os brisais na baixada dos rios.

É assim que te amo em versos de amor colorindo o afeto, moldado de ternura que paira a vida e sobre o universo dos sonhos em sua essência de amar.

Se estiveres acordada, dormindo ou sobre as planícies dos sonhos.
No abraço e no enlace de dois corpos no seguimento da vida.

No sentir da saudade sem ser de quem se tem sem medo, descobrir em você a pureza dos sentimentos sem guardar segredo.

Amo-te mesmo, amor, no infinito madrigal do tempo ultrapassando o portal do elo que uni duas vidas, no fundir de dois corações.
Nos momentos que não há distância  entre o amor e o tempo.

Sinto-te à flor da pele e na superfície da água, nas cascatas que banha a felicidade da vida.

No regar do dia e da tua noite azul, onde minh’alma dorme nesse infinito sonhos de amor sem fim.


 
Hilton Rubens
Enviado por Hilton Rubens em 25/01/2021
Alterado em 25/01/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários