Mundo encantado das poesias
Somos como um grão de areia espalhado pelo o mundo, separados apenas pelo os nossos ideais
Capa Textos Áudios Fotos Perfil Contato Links
Textos


Desespera oh, ti coração solitário,
nas noites sombrias de solidão.
Devasta é a escuridão,
no relento morre a esperança,
nas curvas da estrada da vida.

No seu intimo desejo ,
que sonha triste e amargurado,
por aquele amor encantado.

Desenganado sepulta seus sonhos,
em sua memória,
com sentimentos profundos que fora lapidado.

No contexto único, escreveu a sua história.
Por seu velho mundo que fora fascinado,
com veserjar de amor que nascerás os poetas,
com belas poesias aos enamorados.

In memória a ti coração apaixonado,
se ergue o memorial in descritivo;
Cheio de lindos sonhos de amor e belas poesias.

O seu legado por muitos séculos será lembrado,
por aqueles românticos sonhadores com os seus sonhos,
de amor que em seus corações fora cultivados.

 
Hilton Rubens
Enviado por Hilton Rubens em 05/10/2020
Alterado em 05/10/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários