Mundo encantado das poesias
Somos como um grão de areia espalhado pelo o mundo, separados apenas pelo os nossos ideais
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
ContatoContato
LinksLinks
Textos




Não sei se a felicidade existe
Mas tenho que acreditar, ou esquecer e deixar para lá.

Tenho um sonho a realizar
Esqueço tudo, deixo a vida me levar,
talvez aqui não seja onde eu deva está.

Mas não me preoculpo, sou um passageiro deste lugar.
Sinto que o mundo não mais se importar.
Sou eu a viver sem saber até aonde eu vou chegar.

Não viverei calado, sou um forasteiro ultrapassado.
No descalabro da insensatez, eu sou plebeu, não sou burguês.


Em suma da minha extrema  relevância  construo o meu proprio mundo, como se eu fosse uma eterna criança. 










 
Hilton Rubens
Enviado por Hilton Rubens em 12/09/2019
Alterado em 12/09/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários