Mundo encantado das poesias
Somos como um grão de areia espalhado pelo o mundo, separados apenas pelo os nossos ideais
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
ContatoContato
LinksLinks
Textos

Eu não me permito
Eu não me permito entender
Quisera eu dizer
Mas penso, falar o que

O que não é direito
Fico eu pensando
Falar de tudo, não sei porque
Esqueço até das palavras que devo dizer

As vezes fico triste, não sei porque
Se fico triste, não tenho o que fazer
Tudo que eu penso é esquecer
Se eu tenho vida é melhor viver

Talvez o amanhã eu não vá ter
Tudo vira rotina, não sei porque
Quando o dia termina, vem o anoitecer
Eu não me permito entender

Se a vida é uma passagem, porque viver
Eu tenho pressa para saber
Se tudo fosse diferente e todos soubessem o que o fazer

Transformaria tudo, a vida poderia todos saber viver
Se eu falasse o que penso refletiria no que falo
Por isso eu me calo para não ter nada a dizer


Hilton Rubens
Enviado por Hilton Rubens em 08/09/2018
Alterado em 09/09/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários